Connecting...

W1siziisijiwmtgvmdcvmjavmtqvmzyvmdkvmtc2l2fwcc1icm93c2vylwnvzmzlzs02mzm1lmpwzyjdlfsiccisinrodw1iiiwimtawmhg0mdbcdtawm2uixv0

Stalkear: o novo segredo para impressionar em uma entrevista de emprego

Causar uma boa impressão durante uma entrevista de emprego depende de uma equação equilibrada entre as habilidades técnicas, comportamentais e o nível de conhecimento sobre a empresa contratante. Apesar de muito se falar sobre o a importância de estar preparado para a entrevista, poucos recrutadores indicam o que é preciso estudar e principalmente como obter essas informações. Afinal de contas, como stalkear a empresa para se destacar em um processo seletivo?

 

Stalkear é uma gíria adotada por nós, brasileiros, que deriva da palavra em inglês stalker, que significa perseguidor. O verbo criado por nós é usado para designar a ação de pesquisar a fundo a vida de uma pessoa online. Apesar de ser uma palavra usada no vocabulário informal, o hábito de se stalkear está cada dia mais comum e deve ser adotado pelos candidatos que estão participando de um processo seletivo. 

 

Esse processo precisa começar nos meios tradicionais da empresa. Assim que receber a proposta de entrevista, o candidato deve entrar no site e redes sociais da marca. Nesses ambientes, deve colher informações sobre o histórico, o que ela faz, em que mercados atua, qual seu posicionamento estratégico, público alvo, produtos, serviços, missão, visão e valores. Ambientes de comunicação onde a marca fala de si mesma são os mais indicados para descobrir o posicionamento e a cultura organizacional.

 

Depois de varrer cada cantinho de informação dentro dos canais oficiais, está na hora de olhar para fora e pesquisar sobre a marca em meios não tradicionais. Ou seja, informações que circulam no ambiente externo e que não controladas pela companhia. Quais as últimas notícias da empresa na imprensa? O que está acontecendo nos principais mercados de atuação? Existe algum acontecimento nacional ou internacional que impacte o mercado m que ela atua?

 

O objetivo principal dessa pesquisa é criar familiaridade e sintonia entre o candidato e a empresa. Conhecer o mercado de atuação, os valores e a visão de crescimento da marca são o início de um relacionamento entre candidato e empresa - e todos sabem que essa identificação com o propósito é indispensável para o sucesso na carreira.

 

Quando a lição de casa é bem-feita, o candidato consegue reunir informações valiosas que devem ser usadas para contextualizar as suas respostas durante o processo seletivo. Por exemplo, identificar os planos de crescimento e expansão ajuda o candidato a responder a típica pergunta: “por que você deve ser contratado?”.

 

Sempre que estou à frente de um processo seletivo, ajudo os candidatos a encontrarem informações relevantes que os coloquem na direção correta. É uma falta muito grave aparecer no processo seletivo sem saber nada sobre a vaga ou a empresa. Demonstra desinteresse e faz o recrutador achar que está perdendo tempo. Esse tipo de atitude prejudica não só a imagem do candidato, como também do consultor que indicou para a vaga uma pessoa despreparada.

 

À medida que o candidato for evoluindo no processo seletivo, o nível e aprofundamento das pesquisas deve aumentar. Procurar sobre a concorrência e marcar um café com conhecidos que trabalham na empresa, pode ser um segundo ou terceiro passo de um bom stalker. Comparecer em um processo seletivo mostrando que acompanha a empresa e demonstrando interesse em fazer parte do quadro de funcionários, conta muitos pontos a favor do candidato, por isso, não economize tempo nessas pesquisas.

 

Por fim, caso tenha alguma informação que ache relevante saber e que não encontrou em nenhuma fonte, pergunte durante o processo. Muitas pessoas parecem ter medo de fazer perguntas para o entrevistador, no entanto, mal sabem elas que perguntas inteligentes e profundas são muito bem vistas e contam pontos na entrevista.

 

Lembre-se ainda que a vaga precisa fazer sentido para a sua trajetória profissional e deve estar alinhada com os seus valores e projetos. Fazer bem a lição de casa é fundamental para que você se destaque, além de fazer com que você se diferencie de quem está concorrendo com a sua vaga, afinal, conhecimento é poder.

 

Acredite em mim, quando a empresa sente que você já está interessado por ela desde o início, a chance dela se interessar e investir em você é muito maior.

Boa sorte e boas pesquisas!

Tags: