Connecting...

W1siziisijiwmtkvmdgvmjmvmjivmdcvntavmjmyl2fyb21hlwfydc1izxzlcmfnzs0xmjuxmtc1icgxks5qcgcixsxbinailcj0ahvtyiisijewmdb4ndawxhuwmdnlil1d

Por que você deveria atender a um headhunter mesmo estando empregado?

Construir e manter uma rede de networking sólida e dinâmica é um dos maiores requisitos de uma carreira de sucesso. Apesar da crença comum, o networking não serve apenas para recolocação profissional. O tema já foi abordado sob diversos aspectos, mas, mesmo assim, alguns profissionais ainda ignoram os benefícios de manter contato com um headhunter ainda que não estejam procurando emprego.

 

Geralmente, quando estamos em um momento positivo na carreira, tendemos naturalmente a evitar ou até mesmo não responder a abordagens de emprego, seja por LinkedIn, e-mail ou telefone. Faz parte da natureza humana buscar algo somente quando se necessita. Entretanto, talvez essa não seja a melhor estratégia quando pensamos na essência de se estabelecer networking e construir relações de longo prazo.

 

Quando estamos trabalhando em algo que gostamos ou quando estamos imersos em muitos projetos, o tempo torna-se escasso e tentamos racionalizá-lo, fazendo com que esse recurso seja usado em nossos afazeres urgentes e naquilo que tem relação direta com nossas entregas. Mas, nessa ânsia de dar conta de tudo, acabamos esquecendo que manter networking é uma tarefa não urgente, mas extremamente importante para nossa carreira.

 

Manter um networking ativo com headhunters pode significar ter informações em primeira mão sobre seu mercado de atuação, sobre movimentações estratégicas dentro das maiores empresas e multinacionais e sobre oportunidades de trabalho que não foram divulgadas. Acredite! Ótimas oportunidades, as melhores, não são publicadas e geralmente estão sendo conduzidas por um especialista. Além disso, um headhunter é capaz de abrir portas para qualquer tipo de contato, além de fornecer dicas sobre atualizações profissionais para seu perfil de trabalho.

 

Meu conselho é que, mesmo que em uma fase próspera na carreira, onde não exista a pretensão de mudar de cargo ou empresa, sempre responda ao contato de um recrutador. Ofereça a sua ajuda para que esse especialista consiga preencher a vaga, colocando sua rede de contatos à disposição. Essa atitude será vista com bons olhos e você será lembrado por isso no futuro. Melhor ainda é propor um café para que possam se conhecer e estreitar ainda mais o relacionamento, essa é uma ótima oportunidade para cravar sua marca pessoal na memória do recrutador. Criar espaços na agenda para cultivar essas relações pode trazer excelentes insights para sua carreira.

 

Se você decidir seguir esse conselho, uma excelente dica é oferecer algo antes de pedir alguma coisa em troca, independe do que for: contato, dica, pesquisa, artigo, treinamento, etc. Tenha em mente que é preciso dar para receber. Leve em consideração o importante viés da reciprocidade- esse é um gatilho poderoso estudado por neurocientistas que diz que o ser humano tem a tendência a se sentir motivado a retribuir favores. A interdependência também é fundamental. As pessoas gostam de criar vínculos, de modo que quando você aceita tomar um café com esse tipo de profissional você inicia o estabelecimento de uma relação que pode te aproximar da oportunidade de carreira que você almeja. Por isso, mantenha sua rede ativa, tenha interesse genuíno pelas pessoas, e crie sua própria forma de gerir e manter esse ecossistema vivo. Siga essas dicas e esteja sempre mais perto das melhores oportunidades de carreira.